13º Salário do INSS de 2023 adiantado para Aposentados?

0

Normalmente o pagamento do 13º salário para os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), ocorre nos meses de setembro e dezembro.

🚨 URGENTE! Entre para nosso Grupo do WhatsApp de notícias e concorra a até R$1.000,00 todo mês pago no seu PIX!

ENTRAR NO GRUPO DO WHATSAPP

Contudo, nos últimos três anos o calendário de pagamentos do INSS acabou sendo antecipado, principalmente devido ao período de pandemia que vivenciamos desde 2020.

Logo, devido a essa antecipação dos últimos três anos, muitos segurados têm dúvidas quanto ao novo cronograma de pagamentos do 13º salário para 2023.

13º salário será antecipado em 2023?

É importante lembrar que a antecipação, como ocorreu nos últimos três anos (2020, 2021 e 2022), se deu prioritariamente devido ao período de pandemia, onde o presidente da República assinava um decreto antecipando o pagamento do 13º salário.

No entanto, devido ao controle da doença que causou a pandemia, e com a mudança de governo da gestão do presidente Jair Bolsonaro para o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva, ainda não há nenhuma definição sobre uma possível antecipação.

Dessa maneira, até que o novo governo possa se posicionar sobre uma nova possível antecipação, o que está valendo é o Decreto 10.410, publicado pelo governo federal em 2020.

Através do Decreto 10.410, ficou-se definido que o pagamento do 13º salário para os segurados do INSS deve acontecer em paralelo à folha de pagamentos da folha de agosto (pago em setembro) e da folha de novembro (pago em dezembro).

Veja o que diz o Artigo 120 do respectivo decreto quanto ao pagamento do 13º salário para os aposentados e pensionistas do INSS:

Art. 120. Será devido abono anual ao segurado e ao dependente que, durante o ano, receberam auxílio por incapacidade temporária, auxílio-acidente, aposentadoria, salário-maternidade, pensão por morte ou auxílio-reclusão.

§ 1º O abono anual será calculado, no que couber, da mesma forma que a gratificação natalina dos trabalhadores e terá por base o valor da renda mensal do benefício do mês de dezembro de cada ano e o seu pagamento será efetuado em duas parcelas, da seguinte forma:

I — a primeira parcela corresponderá a até cinquenta por cento do valor do benefício devido no mês de agosto e será paga juntamente com os benefícios dessa competência; e

II — a segunda parcela corresponderá à diferença entre o valor total do abono anual e o valor da primeira parcela e será paga juntamente com os benefícios da competência de novembro.

Sua assinatura não pôde ser validada.
Você fez sua assinatura com sucesso.

Receba em primeira mão!

Seja o primeiro a receber as notícias mais relevantes do dia para você. Inscreva-se abaixo:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.