Beneficiário do CadÚnico e Auxílio Brasil: Os R$ 400 não entraram na conta? Saiba o que aconteceu

1

Saiba o que fazer quando a entrada de desempenho do Auxílio Brasil falha.

Número de reclamações de pessoas que por algum motivo não podem receber ou receber o pagamento do Auxílio Brasil do governo . Dado o crescente número de reclamações, vemos que alguns já estão se perguntando se pode haver algo errado com o sistema que faz o pagamento.

Leia também: Crédito: Saiba como sacar R$ 1.000 e R$ 3.000 na Caixa Tem

Como isso é feito matematicamente levando em consideração o cadastro feito no CadÚnico, muitas Pessoas já se perguntou se a inadimplência poderia ter algo a ver com isso.

Para entender por que esse problema continua acontecendo, considere que mais de 18 milhões de brasileiros são elegíveis e estão recebendo auxílio emergencial.

Beneficiário do CadÚnico e Auxílio Brasil

Este os dados vêm diretamente do Departamento de Cidadania. Vale lembrar que os representantes chegaram a declarar que esse número é superior ao número de pessoas que recebiam o Bolsa Família, programa que prestava o mesmo atendimento à população antes da criação do Auxílio Brasil.

O Ministério da Cidadania afirmou ainda que, infelizmente, um dos motivos pelos quais os beneficiários estão tendo dificuldades para obtê-lo é justamente pelo grande número de pessoas que já o estão recebendo. Eles alegam que não têm recursos para novas contratações devido ao orçamento disponível.

A ideia é que novas vagas apareçam gradativamente. Gradualmente, mais pessoas devem ser incluídas no programa. Infelizmente, não há um prazo fixo para o surgimento dessas vagas, mas o governo garante que elas ficarão vagas ao longo dos meses.

O orçamento para pagamento do auxílio atual é de aproximadamente R$ 89 bilhões. Este montante é utilizado para pagar a cada 12 meses de ajuda no ano em curso. O governo afirma ainda que com o auxílio no valor de R$ 400, o número máximo de pessoas a serem ajudadas é de 18 milhões de pessoas.

Esta situação resultou em praticamente uma fila na busca por ajuda. A própria CNI, Confederação Nacional dos Municípios, divulgou dados que mostram que desde março 1,3 milhão de brasileiros aguardam a oportunidade de fazer parte do programa de ajuda.

Podemos ver claramente que o número só aumentou desde havia apenas 1 milhão de pessoas em fevereiro.

Esta turma é formada por pessoas devidamente cadastradas no CadÚnico e parte do grupo que pode ser considerado conforme as regras, mas infelizmente não é possível receber valor por falta de vagas .

Veja também:

1 comentário
  1. Alda cristine Moreira tenreiro Diz

    Por favor me ajudem receber o auxílio emergencial nunca recebi sou sozinha com 55 anos doente já com quadro de suicídio me ajuda pelo amor de Deus

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.