Calendário do Bolsa Família de R$ 600 de Janeiro de 2023 já está liberado

0

Governo Lula vai pagar os R$ 600 do Bolsa Família assim como muitos esperavam. O que vai continuar ajudando as famílias mas necessitadas.

🚨 URGENTE! Entre para nosso Grupo do WhatsApp de notícias e concorra a até R$1.000,00 todo mês pago no seu PIX!

ENTRAR NO GRUPO DO WHATSAPP

Um dos temas mais discutidos durante as eleições presidenciais de 2022 foi a continuidade do pagamento do auxílio brasileiro aos cidadãos em situação de vulnerabilidade social.

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva prometeu aos eleitores que o benefício permaneceria em vigor e passaria a se chamar Bolsa Família.

Após tomar posse em 1º de janeiro de 2023, essa questão continuou a assombrar quem recebe parcelas de R$ 600 por mês. Esse era o valor e a quantidade de pessoas que o benefício cobriria.

Apesar do temor de muitos cidadãos, o presidente manteve a palavra na campanha e o pagamento continuará sendo feito a todos os inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) que já fazem parte do programa.

Leia também: Empresa De Energia Solar Abre 200 Vagas De Emprego No Interior De SP

Todas as milhões de famílias continuarão recebendo R$ 600 por meio do Caixa Tem, sem a necessidade de um novo cadastro ou qualquer outro procedimento.

Calendário do Bolsa Família Janeiro 2023

Os contemplados devem ficar atentos ao calendário de transferências, pois as datas podem sofrer atualizações. As datas de pagamento do Bolsa Família já foram divulgadas pelo governo federal, veja o cronograma para o mês de janeiro:

  • 18 de janeiro: NIS final 1;
  • 19 de janeiro: NIS final 2;
  • 20 de janeiro: NIS final 3;
  • 23 de janeiro: NIS final 4;
  • 24 de janeiro: NIS final 5;
  • 25 de janeiro: NIS final 6;
  • 26 de janeiro: NIS final 7;
  • 27 de janeiro: NIS final 8;
  • 30 de janeiro: NIS final 9;
  • 31 de janeiro: NIS final 0.

Como recebo o Bolsa Família?

O Bolsa Família visa atender famílias de baixa renda em situação de vulnerabilidade. Para ter acesso ao benefício, é necessário estar cadastrado no CadÚnico, uma espécie de banco de dados do governo. Além disso, o programa é destinado exclusivamente a grupos familiares com renda mensal de R$ 210 por integrante.

Aqueles que atendem aos requisitos devem procurar um posto de atendimento do CadÚnico ou um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e se cadastrar. Após o processo, é importante acompanhar a situação do seu cadastro para saber se ele foi aprovado ou recusado.

Sua assinatura não pôde ser validada.
Você fez sua assinatura com sucesso.

Receba em primeira mão!

Seja o primeiro a receber as notícias mais relevantes do dia para você. Inscreva-se abaixo:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.