Auxílio Brasil: Parcela e Agosto começa a ser paga hoje (21)

0
Publicidade

A Caixa Econômica Federal paga hoje (21) a parcela de agosto do Auxílio Brasil aos beneficiários com Número de Cadastro Social (NIS) com término em 3. Esta é a segunda parcela com preço mínimo de R$ 600, que vigorará até dezembro, de acordo com a emenda constitucional aprovada em julho pelo Congresso Nacional.

A emenda constitucional também autorizou a inclusão de 2,2 milhões de famílias no Auxílio. Com isso, o número de pessoas beneficiadas por esse programa aumentou para 20,2 milhões neste semestre a partir deste mês.

O beneficiário poderá consultar informações sobre datas de pagamento, valor dos juros e estrutura de parcelas em dois aplicativos: o Auxílio Brasil, desenvolvido pelo sistema social, e o aplicativo Caixa Tem, que é utilizado para monitorar a poupança digital no banco.

Não foi possível salvar sua assinatura. Por favor, tente novamente.
Parabéns! Você está inscrito. Enviamos um e-mail para você com a confirmação.

Receba todas as Notícias em primeira mão!

Em janeiro, o valor mínimo do Auxílio Brasil voltará a R$ 400, a menos que seja aprovada uma nova proposta de alteração da Constituição. Tradicionalmente, as datas do Auxílio Brasil seguem o modelo do Bolsa Família, que paga os beneficiários nos últimos dez dias úteis do mês.

Benefícios básicos do Auxílio Brasil

O Auxílio possui três benefícios básicos e seis adicionais, que podem ser adicionados caso o beneficiário consiga um emprego ou tenha um filho que se destaque em competições esportivas ou científicas e acadêmicas.

Publicidade

Famílias com renda de até R$ 100 por pessoa, consideradas muito pobres, e aquelas com renda de até R$ 200, consideradas em situação de pobreza podem receber benefícios adicionais.

A Agência Brasil preparou um guia de perguntas e respostas sobre o Auxílio Brasil. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão as condições de montagem do sistema social, os nove tipos de benefícios diferentes e o que aconteceu com o Bolsa Família e o auxílio emergencial, que funcionou até outubro do ano passado.

Publicidade

Leia também:

Publicidade

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.