Lula manda cortar Bolsa Família para este grupo de pessoas

0

A reformulação do novo Bolsa Família tem sido resultado de um trabalho conjunto entre os ministérios. Agora, a chefe da pasta de Planejamento, Simone Tebet, informou que a folha de pagamento do programa social passará por cortes significativos. 

🚨 URGENTE! Entre para nosso Grupo do WhatsApp de notícias e concorra a até R$1.000,00 todo mês pago no seu PIX!

ENTRAR NO GRUPO DO WHATSAPP

Embora não seja uma surpresa, considerando que o próprio presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, mencionou que, um dos primeiros atos em relação ao Bolsa Família seria a execução de um pente-fino, a medida não é bem vista pela população. 

Em parte, a iniciativa visa evitar fraudes e pagamentos indevidos. Por outro lado, pretende assegurar que somente os cidadãos em real condição de vulnerabilidade social recebam a transferência de renda

Os cortes no Bolsa Família já começaram. Na prática, o pente-fino é executado pelo Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), presidido por Wellington Dias.

A pasta firmou uma parceria entre os Estados e municípios para gerir a atualização cadastral do Cadastro Único (CadÚnico)

O sistema funciona como uma base de dados governamental, reunindo informações acerca da população de baixa renda e em extrema vulnerabilidade social.

A partir da inscrição no CadÚnico, essas pessoas têm a chance de serem redirecionadas a iniciativas no âmbito social, como o Bolsa Família, Vale-Gás, Tarifa Social e outros. 

Atualmente, existem cerca de 40,7 milhões de famílias inscritas no CadÚnico. Deste total, 21,9 milhões compõem a folha de pagamento do Bolsa Família.

Mas cabe ressaltar que, a iniciativa do Governo Federal não consiste apenas em realizar cortes, como também uma busca ativa por famílias que se enquadram nos critérios do programa e ainda não recebem o benefício

    De acordo com o ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias, esta busca ativa partirá do próprio governo.

    Na prática, equipes formadas por assistentes sociais dos Estados e municípios serão designadas para ir de porta em porta realizar as inscrições de famílias carentes que ainda não fazem parte do CadÚnico e, então, redirecioná-las ao Bolsa Família.

    Qual é o prazo dos cortes no Bolsa Família?

    De acordo com a ministra Simone Tebet, os cortes no Bolsa Família ocorrerão no período de 60 diasiniciando em fevereiro e terminando em março.

    A princípio, o prazo para executar os bloqueios seria de 30 dias, mas a chefe da pasta disse que uma mudança tornou-se necessária. 

    Para ela, o cancelamento em massa de todas as inscrições inaptas causaria não apenas a revolta na população vulnerável, como também, seria responsável por aumentar a fila de espera. 

    “Vai ter um bloqueio em 60 dias e não pode começar em janeiro. Ao invés de janeiro, vai começar em fevereiro ou março e não vai ser por 30 dias”, detalhou.

    Fonte Original: FDR

    Sua assinatura não pôde ser validada.
    Você fez sua assinatura com sucesso.

    Receba em primeira mão!

    Seja o primeiro a receber as notícias mais relevantes do dia para você. Inscreva-se abaixo:

    Deixe uma resposta

    Seu endereço de email não será publicado.