Atenção! Aposentados podem ter R$ 1 mil de aumento

0

INSS Aposentados e pensionistas terão uma boa surpresa.

O Tribunal de Justiça Federal alterou as regras e agora entende que o plenário virtual corresponde ao plenário físico. Porque as decisões tomadas virtualmente não precisam ser discutidas novamente no plenário físico.

Leia também: Quem pode ganhar R$ 1.200 por mês sem ter contribuído para o INSS?

Portanto, os votos já proferidos virtualmente na ação Revisão para a Vida Toda serão mantidos, mesmo que a votação seja presencial em plenário. O resultado da votação foi de 6 votos a favor e 5 votos contra.

Nesse sentido, será computado o voto do Ministro Marco Aurélio, ainda que aposentado. Portanto, a pontuação não é alterada, levando à muito provável vitória da revisão de vida.

O que é Revisão da Vida Toda?

Por outro lado, nem todos os aposentados são elegíveis para o cheque. Qualquer pessoa que receba uma pensão de velhice da segurança social a partir de 2019 não pode solicitar a revisão.

Quais valores serão liberados para aposentados que se qualificarem para uma revisão vitalícia?
A avaliação do novo valor da pensão depende dos valores que foram usados ​​para pagar as contribuições antes de 1994. Se é um aumento menor ou maior, portanto, depende do salário que o contribuinte recebe. Portanto, em alguns casos, o aumento pode chegar a 4 vezes o salário ou aumentar o valor do benefício em 30 vezes.

Para entender os benefícios da revisão, vejamos este exemplo: No caso de aumento salarial de até R$ 1.000, além de um salário maior, novas margens estarão disponíveis para crédito.

No caso deste exemplo de aumento salarial de R$ 1.000, uma nova margem para empréstimos de R$ 350 e um valor de empréstimo aproximado de R$ 12.700 serão liberados.

Nesse sentido, além de aumentar o salário do beneficiário, a revisão de toda a vida pode liberar novas possibilidades para a contratação de um empréstimo.

No caso do exemplo usado acima, um aumento salarial de R$ 1.000 permite um empréstimo de até R$ 12.700 que paga R$ 350 reais mensais a uma taxa de juros reduzida de 2,1 em 84 vezes.

Atualmente, o cálculo da aposentadoria não leva em consideração o tempo de contribuição do INSS anterior a 1994. O plano real foi elaborado em 1994.

Portanto, antes da moeda brasileira ser o Real, a contribuição recolhida do empregado ao INSS não era incluída no o cálculo utilizado para determinar o valor do benefício de aposentadoria.

É por isso que a Revisão visa revisa os níveis de pensão dos segurados para todo o seu período de contribuição, incluindo aqueles anteriores a 1994.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.