Triste notícia para os aposentados do INSS: veja quem está sendo prejudicado por isso

Acaba de ser divulgada uma triste notícia para os aposentados do INSS: veja quem está sendo prejudicado por isso
Desculpe, notícia que está prejudicando os aposentados do INSS . O laudo de vida deixa de ser julgado em plenário virtual e o processo perante o Tribunal de Justiça Federal começa desde o início. Veja o que aconteceu:

🚨 URGENTE! Entre para nosso Grupo do WhatsApp de notícias e concorra a até R$1.000,00 todo mês pago no seu PIX!

ENTRAR NO GRUPO DO WHATSAPP

Leia Também: INSS Prova de Vida 2022: Confira como vai funcionar e quem precisa fazer

A Revisão de Vida Integral é um processo que permite que os segurados do INSS solicitem uma revisão de seu desempenho. No entanto, ocorre que as contribuições pré-Plano Real, quando a moeda brasileira foi trocada, não foram contabilizadas no salário médio, o que reduziu o valor dos benefícios do INSS.

Se a Revisão Vitalícia for aprovada, os beneficiários que benefícios de velhice, morte e acidente que solicitaram benefícios após 1999 e os receberam antes da reforma previdenciária de 2019. O período de revisão é de 10 anos após o início da ocupação.

Como a votação funcionará agora aposentados do INSS,

A revisão da vida útil teve mais votos a favor, pelo que o seu parecer favorável teria lugar hoje. O juiz Kassio Nunes Marques, contudo, solicitou 30 minutos antes das eleições finais que o veredicto fosse retirado do plenário virtual para ser votado no plenário físico. Isto fará com que o processo comece do zero, o que é uma má notícia para os reformados do INSS que esperavam pelas eleições até hoje.

Ainda não há uma data totalmente nova para o processo de revisão da vida útil. Além disso, há outro componente determinante nesta situação. O Juiz Marco Aurélio votou na revisão vitalícia e está agora reformado, pelo que não pode votar. Isto é, portanto, prejudicial para a eleição a favor dos reformados.

Embora seja benéfico para certas pessoas garantidas, a revisão de vida pode resultar em perdas para outras. Tudo depende do salário médio do antigo beneficiário do Projecto Real. Se a média for inferior, poderá reduzir o custo do seu benefício em vez de o aumentar. Por conseguinte, é essencial consultar um perito jurídico antes de fazer a reclamação.

Embora as notícias sejam más notícias para aqueles que têm o direito de verificar e até aumentar os seus benefícios garantidos pelo INSS, é necessário continuar a cobrar àqueles que fizeram a escolha. Por muito pequenas que as modalidades pareçam, há ainda uma hipótese de que o parecer favorável seja dado.

Veja também:

Sua assinatura não pôde ser validada.
Você fez sua assinatura com sucesso.

Receba em primeira mão!

Seja o primeiro a receber as notícias mais relevantes do dia para você. Inscreva-se abaixo:

Comentários estão fechados.