LULA afirma que aposentadorias e pensões do INSS terão ACRÉSCIMO em seu valor

0

A equipe de transição do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, traçou novos objetivos para a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) de Transição. O petista estuda a possibilidade de aumentar o valor das aposentadorias e pensões do INSS. 

🚨 URGENTE! Entre para nosso Grupo do WhatsApp de notícias e concorra a até R$1.000,00 todo mês pago no seu PIX!

ENTRAR NO GRUPO DO WHATSAPP

Na prática, a equipe de Lula defende a revisão das regras praticadas pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) através de uma nova Reforma da Previdência. A primeira remodelação aconteceu durante o primeiro ano de mandato de Jair Bolsonaro, reduzindo drasticamente os valores das aposentadorias e pensões

LULA afirma que aposentadorias e pensões do INSS terão ACRÉSCIMO em seu valor
Imagem: Yandex

Informações compartilhadas pelos integrantes do grupo temático da previdência alegam que o objetivo é ampliar o valor das aposentadorias e pensões. A aposentadoria por invalidez deve receber uma atenção especial do futuro governo Lula

A tendência é que as mudanças nas aposentadorias e pensões tenham um impacto retroativo. Na prática, as propostas do futuro governo Lula valeriam para todos os segurados cujo benefício foi concedido após o início da vigência da Reforma da Previdência. Cabe destacar que, valores retroativos não seriam pagos

Por ora, ainda não foi definido se as mudanças nas aposentadorias e pensões do INSS seriam regulamentadas através de um Projeto de Lei (PL) ou de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC)

Na hipótese de aprovação, as alterações seriam capazes de reduzir a economia prevista na Reforma da Previdência, tendo em vista que outros gastos voltariam para os cofres do governo.

Futuro das aposentadorias e pensões no governo Lula

Hoje, a pensão por morte equivale a 50% do valor do benefício, mais 10% por dependente. Com a proposta do governo Lula, a taxa fixa subiria para algo entre 70% e 80%, enquanto os 10% por dependente seriam mantidos.

Já a aposentadoria por invalidez voltaria a ser paga integralmente. Após a Reforma da Previdência, o valor pago é de 60% da média das contribuições, mais 2% por cada ano que ultrapassa os 15 anos de contribuição.

Além dessas mudanças, um documento que traz metas relacionadas à previdência para os 100 primeiros dias de governo Lula ainda visa reduzir as filas nas agências do INSS. Para isso, seria aprovada a abertura de concurso para a contratação de mil novos servidores, além de realizada a atualização dos sistemas do instituto.

Fonte original: FDR

Sua assinatura não pôde ser validada.
Você fez sua assinatura com sucesso.

Receba em primeira mão!

Seja o primeiro a receber as notícias mais relevantes do dia para você. Inscreva-se abaixo:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.