Saiba como limpar seu nome e sair das dívidas de uma vez por todas

0

Dividas: Conheça algumas dicas para limpar seu nome e sair das dívidas de uma vez por todas. Mais de 65 milhões de pessoas no país estão inadimplentes.

🚨 URGENTE! Entre para nosso Grupo do WhatsApp de notícias e concorra a até R$1.000,00 todo mês pago no seu PIX!

ENTRAR NO GRUPO DO WHATSAPP

O número de pessoas endividadas no Brasil voltou a subir, já são mais de 65 milhões de brasileiros inadimplentes. Os dados são do Serasa e mostram as pessoas que estão com o nome sujo em campo. Para esses cidadãos, a oferta de crédito e a capacidade de compra ficam completamente comprometidas. Por isso, é preciso aprender a sair das dívidas e recuperar a confiança para o crédito.

Aprenda a sair das dívidas de uma vez por todas

Antes de mais nada, saiba que seu nome é sujos juntos podem ser para a Serasa e outros órgãos de proteção ao crédito. Se o contribuinte também tiver dívida pública, e.g. B. impostos, o nome pode estar na dívida ativa do Estado ou da União. Nesse caso, consulte os portais estaduais e federais para ter certeza de que está tudo em ordem.

Saiba hoje como você pode sair das dívidas e recuperar seu poder aquisitivo com responsabilidade. As dicas são muito fáceis de seguir, mas podem ser desafiadoras no início.

Verifique seu status das dívidas

A primeira coisa a fazer é descobrir se o seu nome está sujo. Para isso, basta acessar o site ou baixar o aplicativo Serasa para o seu smartphone – clique em Visualizar Dívidas. Depois é só se cadastrar com CPF, nome, data de nascimento e e-mail.

Depois de tudo pronto, o usuário acessará uma página com a pontuação. É uma espécie de score que mede a confiabilidade do consumidor no pagamento de dívidas.

Também é possível verificar se as dívidas estão ativas e se há proposta de renegociação do saldo. A operação é gratuita. Se houver alguma sugestão, é só ficar atento aos termos e se concordar, faça o pagamento pelo site da Serasa.

Deixe o cartão de crédito de lado das dívidas

Depois terá que redefinir na hora . Para fazer isso, deixe seu cartão de crédito de lado por alguns meses até construir uma reserva de emergência para se cobrir no futuro.

A reserva pode ser de cerca de 6 salários seus, que podem ser colocados em uma conta poupança ou outra forma de investimento. A reserva deve ser utilizada em casos de maior urgência. É apenas uma garantia de fundos imprevistos.

Aprenda a economizar e sair das dívidas:

Depois de configurar seu fundo de emergência, você precisará economizar um valor a cada mês. Separe 10% do seu salário para investir no que você quer no futuro. Mantenha sempre uma reserva para o mês. Evite terminar o período do zero.

Na verdade, a dica é tentar equilibrar o pagamento da dívida com o hábito de poupar. Gradualmente, você pode deixar o padrão no passado permanentemente.

Veja também:

Sua assinatura não pôde ser validada.
Você fez sua assinatura com sucesso.

Receba em primeira mão!

Seja o primeiro a receber as notícias mais relevantes do dia para você. Inscreva-se abaixo:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.